O horizonte anarquista. Atividade de Abertura

Convidamos a todxs a participar da atividade de abertura da X Feira do Livro Anarquista de Porto Alegre:

Nossa passagem pelo mundo, enquanto anarquistas e anárquicos, precisa deixar uma pegada que mantenha acesas duas vontades fundamentais para viver sem opressões: Destruir o Estado, e construir uma vida livre de todo tipo de tiranias e dominações. Reconhecendo que o Estado, neste continente, significa uma instituição que se justifica na permanente omissão, menosprezo e posterior assimilação de qualquer outra forma de convivência coletiva, ou seja, no apagamento progressivo de qualquer possibilidade.

Num cenário em que essas diminuídas possibilidades de luta contra a normalidade imposta anunciam cair, novamente, no engano coletivo das eleições e da saída institucional, quais nossas ações enquanto anarquistas para provocar minimamente um cenário diferente?

Pretendemos gerar o debate e a ação sobre o contexto atual desde a provocação anarquista, para além da polarização esquerda e direita já que nosso horizonte está longe de qualquer desejo de poder e governo e acreditamos que para qualquer construção de sociedade livre é imprescindível dar a necessária atenção para o ponto nevrálgico: a destruição da dominação. Longe de ter respostas pré-estabelecidas, provocamos a todxs com umas interrogantes:

Qual a posição anarquista diante do contexto atual da reaparição política massiva da extrema direita, do afunilamento entre esse extremo e as esquerdas, em alguns lugares igualmente totalitárias, e em outros assustadoramente passivas?

Qual a posição anarquista diante da globalização dos “problemas sociais” a partir da Pandemia do Novo Corona Vírus entre os inimigos de sempre e as “novas normalidades”?

Quais as ações combativas e imediatas que consideramos necessárias e possíveis para um horizonte de ações anarquistas que propaguem a possibilidade de uma vida sem autoridade, sem dominação e sem exploração?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: