Coletivos

Em 2004, alguns militantes anarquistas envolvidos nas lutas anticapitalistas em São Paulo, fundaram o Coletivo Anarquista Terra Livre. O projeto inicial consistia em divulgar o anarquismo por meio de atividades como o Colóquio Internacional História do Movimento Operário Revolucionário (2004) e a I Feira Anarquista de São Paulo (2006). O grupo publicou a revista Protesta! […]

Leia mais

As raízes que quebram o concreto de um bairro no meio de uma civilização. Resistente, sensível. Uma árvore que vive há 150 anos observando os cursos de vidas que passaram por ela, cada mudança da sociedade em que vive. A figueira agora, habita um espaço que, sem pedir alguma autorização, abre caminhos para o surgimento […]

Leia mais

A Biblioteca Kaos surgiu em Porto Alegre em uma casa ocupada no bairro Cidade Baixa. Espaço anti-autoritário, buscava a criação de encontros e uma convivência pela autonomia, mas que foi desalojada pela polícia em meados deste ano. No momento o coletivo da Biblioteca Kaos permanece ativo organizando atividades em outros espaços libertários da cidade. Com […]

Leia mais

Coisa Preta surgiu da ânsia de se organizar para agir. De ter um espaço permanente de construção da liberdade, da anarquia, onde possamos unir forças para alcançar nossos objetivos comuns. É um coletivo de afinidades mas também é um grupo aberto que tem a intenção de acolher aquelas pessoas que querem se aproximar do anarquismo […]

Leia mais

O Bonobo é um coletivo e espaço e restaurante cooperativo, antiespecista e libertário. É um esforço coletivo para difundir os ideais de libertação animal e humana, enquanto busca oferecer meios de sobrevivência para todas as pessoas que ali trabalham. São cerca de 10 pessoas que, juntas, dividem todas as tarefas necessárias para manter o espaço […]

Leia mais

A Internacional Negra Ediciones, surgiu como uma proposta editorial no final de 2012, como uma iniciativa para disseminar o pensamento e a prática anárquica contemporâneoa. O convite germinou através das grades. Xs companheirxs da Conspiração das Células de Fogo (CCF), presos na Grécia, lançaram o chamado das masmorras. O projeto foi rapidamente recebido em diferentes […]

Leia mais

Coletivo criado por Alexandre Pandolfo, Camila Alexandrini e Tiago Martins de Morais. Surge a partir da performance “Lápices”, apresentada no Sarau Constelações (Signus Pub, dez/2016) e no evento 500 anos de Utopia (Ocupação Psicologia UFRGS, dez/2016). O nome refere-se à “Noche de Los Lápices”, ocorrida durante a Ditadura Militar Argentina. Por que surgirmos? Para cavar […]

Leia mais

Contraciv é uma iniciativa anarquista independente e anônima com o objetivo de levantar o debate sobre crítica à civilização no meio anarquista. Trata-se de uma perspectiva eco-anarquista (não exatamente anarco-primitivista, embora haja similaridades), anti-capitalista, anti-fascista, anti-colonialista, anti-totalitarista e anti-especista. Nós começamos em 2008 quando o filósofo anticivilização John Zerzan esteve no Carnaval Revolução. Fazemos traduções, […]

Leia mais

“A Editora Artesanal Monstro dos Mares emergiu do mar profundo após uma série de práticas em busca de transformações sociais intensas, inicialmente por meio de tecnologias que nos conduziram para o caminho da horizontalidade, autogestão, apropriação e empoderamento social para as pessoas, grupos, coletivos, redes e comunidades, que atuam na promoção da autonomia, liberdade, bem […]

Leia mais

Continuando a apresentação dos coletivos e editoriais confirmados na 8ª Feira do Livro Anarquista de Porto Alegre, é a vez da Bruxaria Distro: Bruxaria Distro Bruxaria Distro surgiu da mistura do DIY (“faça-você-mesma”) punk com uma perspectiva holística de saúde e permacultural de ecologia. Somos culturalmente, e a duras penas, ensinadas a separar em caixinhas […]

Leia mais